MENU
ATENDIMENTO
(11) 2296.7901 / 2098.6370

Correção de Cicatrizes

A cicatrização é um processo natural do corpo que ocorre após uma lesão (acidentes, cirurgias).
Uma cicatriz considerada esteticamente boa, geralmente é fina e apresenta coloração bem próxima à do restante da pele.

É comum que a auto estima da pessoa com uma cicatriz inestética , principalmente em abdome e face, seja prejudicada e nesse caso é indicada a cirurgia de correção de cicatriz, que visa melhorar o aspecto de cicatrizes deprimidas, alargadas, elevadas, queloidianas ou hipertróficas.

A cicatriz realizada pela cirurgia é resultado de vários fatores. O médico tem também como objetivo controlar possíveis infecções, não lesionar a pele, evitar qualquer tensão na pele, entre outros elementos que, normalmente, resultam numa cicatriz diferenciada e menos visível. Já a queloide - cicatriz grossa, endurecida e em alto relevo - está relacionada a condições genéticas e demanda tratamentos complementares para combatê-la ou mesmo preveni-la.

O procedimento cirúrgico corretivo de cicatriz melhora e minimiza a aparência de cicatrizes, corrigindo ao máximo as deformações resultantes de lesão ou cirurgia. A técnica é indicada para pessoas que se sentem incomodadas com a aparência de sua cicatriz.

Embora a correção ajude a melhorá-las, é importante lembrar que cicatrizes são permanentes, ou seja, não podem ser removidas completamente. A correção cicatricial visa trazer um aspecto camuflado à cicatriz, deixando-a mais fina e bem posicionada.

O resultado do procedimento depende de variáveis como o tamanho, a direção, a idade, o tipo e a cor da pele do paciente.
É importante que o paciente converse com o medico sobre suas expectativas para evitar frustrações.
 
Anestesia
A anestesia empregada na correção da cicatriz é a local.

Riscos
Um procedimento como a cirurgia corretiva de cicatriz ou qualquer outra cirurgia possui o mesmo risco que o de atravessar uma via com permissão do sinal de pedestres. É possível que surjam pequenos edemas( inchaço) e hematomas ( manchas Roxas) na região tratada.

Pré-operatório
Seguir as recomendações médicas é imprescindível para o bom andamento do procedimento. Por isso, seguem algumas dicas sobre o que fazer nos dias que antecedem o procedimento de correção cicatricial:
» Chegue no horário informado;
» Respeite o período de jejum, se for necessário ;
» Comunique ao médico, o quanto antes, qualquer anormalidade em sua saúde física e psicológica;
» Não use maquiagem no dia da internação;
» Evite o uso de brincos, alianças e outros acessórios;
» Evite fumar, ingerir bebidas alcoólicas e comidas gordurosas nos dias que antecedem;
» Informe seu médico sobre as medicações das quais você faz uso e siga as instruções de seu EMEdico acerca da ingestão delas.

Pós-operatório
Após o procedimento é comum que a nova cicatriz apresente edemas e que alguns curativos estejam em uso. Sendo assim:
» Evite movimentação excessiva da região;
» Mantenha sua alimentação normal, evitando alimentos que podem causar alergias;
» Não expor ao sol diretamente a cicatriz nova; 
» Obedeça as recomendações médicas e realize seu retorno conforme indicação. O retorno ao médico é um dos elementos essenciais para se obter um resultado adequado, principalmente em se tratando desse procedimento.
 
Sobre a evolução da cicatriz
Situada onde é feita a união dos tecidos, a cicatriz é uma marca permanente causada por lesões, traumas, procedimentos cirúrgicos, entre outros eventos. Apesar dos avanços da medicina, ainda não há modo de não deixar vestígios, muito embora algumas cicatrizes fiquem realmente imperceptíveis após seu amadurecimento, o qual pode ocorrer até o fim de 6 meses a 2 anos( como descrevem alguns trabalhos).

O resultado definitivo da cicatrização depende do organismo de cada paciente, seus hábitos( como por exemplo fumar), histórico de doenças, medicamentos usados, alimentação e cotidiano.

No primeiro mês, o sinal da cicatriz apresenta visibilidade moderada. Por volta dos seis meses, por causa de sua evolução natural, ela muda de tonalidade, indo para um tom mais avermelhado até um pouco mais escurecido. Em alguns pacientes ela também pode se apresentar larga e elevada. Após um ano, chamado período tardio, a cicatriz começa a se tornar clara e menos consistente. As variações de tempo e evolução da cicatrização acontecem de modo bastante particular, podendo mudar devido à profundidade do trauma ocorrido e conforme resposta do organismo, podendo passar por essas etapas mais rápida ou devagar.

É imprescindível o acompanhamento cuidadoso durante os seis primeiros meses de cicatrização. O paciente deve seguir à risca as indicações médicas.

Queloide
Queloide é um tipo de cicatriz que ultrapassa o corte ou trauma cirúrgico, resultado do acúmulo anormal e exagerado de fibras colágenas nessa área. As regiões mais propensas a seu aparecimento são as articulações, ombro, lóbulos das orelhas, queixo e área central do tórax. O fator genético é determinante na tendência a queloides e negros e orientais estão no grupo de maior risco.
Mas não se desespere, também é possível tratamentos.

 

Outros Tratamentos